Blogs

SÓ HÁ UM TRUMP

SÓ HÁ UM TRUMP

 

O SEGURO MORREU DE VELHO

O SEGURO MORREU DE VELHO

A causa dos cada vez mais frequentes acontecimentos trágicos é o “jeitinho brasileiro”.  Depois da comoção, morte e dano material a causa da prática irregular, quase sempre criminosa, acaba descoberta.

Na morte de Ricardo Boechat, ícone do telejornalismo brasileiro, segunda-feira (11), a negligência é evidente, o helicóptero não estava habilitado para transportar passageiros. Não houve má fé considerando que o responsável, também, foi vítima.

PAZ DO CEMITÉRIO

PAZ DO CEMITÉRIO

 

Donald Trump instigou Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, a se autoproclamar no lugar de Nicolás Maduro Moros (isso mesmo, xará no plural do nosso), eleito pelo voto dos venezuelanos.

HOMEM QUE MATA O PRÓPRIO HOMEM

HOMEM QUE MATA O PRÓPRIO HOMEM

Acostumado a não esquentar a cabeça o brasileiro decide pela intuição. Sem se aprofundar nos prós e contras 61% dos brasileiros consideram que a posse de armas de fogo deve ser proibida por representar ameaça à vida de outras pessoas. Tal é o resultado da pesquisa do instituto Datafolha divulgada segunda-feira (31.12). Afinal, arma de fogo só tem uma função, matar.  

CONFIANÇA CEGA, SURDA E MUDA

CONFIANÇA CEGA, SURDA e MUDA

 

Por enquanto não se sabe como será o novo governo do presidente Bolsonaro.  Há apenas dez dias da posse, pelas notícias, sua equipe de governo levará algum tempo para afinar violas e acertar ponteiros.

A MUDANÇA DE TEMPO

MUDANÇA DE TEMPO

A mudança política, econômica e social ocorre de tempos  em tempos, em todas as nações do mundo, é natural da sociedade. Ela traz o benefício pedagógico da nova realidade para evoluir.  

O Brasil está saindo do inverno que se iniciou com os protestos 2013. Hoje há esperança em 64% da população segundo as pesquisas, devido às eleições. O reencontro com a normalidade na democracia é a chegada da primavera.

OS ÍNDIOS, PARA ONDE VÃO?

OS ÍNDIOS, PARA ONDE VÃO?

O eleito Jair Messias Bolsonaro ao receber o diploma de presidente no Tribunal Superior Eleitoral, segunda-feira (10), destacou em sua fala: “Governarei em benefício de todos, sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião”.

O propósito, desejável por todos, se refere à população em sua totalidade multicultural e multiétnica. Deve-se ressaltar que os povos indígenas a ela pertencem.

O CEU É O LIMITE

 O CÉU É O LIMITE

Brincando de Carlinhos

 

- Pode não gostar do fato. É isso, fato. As relações comerciais com a China estão cortadas.

Foi um choque. É isso, choque. O General pôs-se de pé e à ordem.

- A soja? A China compra 80% de produção...

- O representante americano disse que Trump assumiu. Vai ficar com a produção pelo sistema de drawback.

- Drawback?

- É. A soja vai ser processada e volta para o Brasil como produto acabado sem incidência de impostos aduaneiros.

A LEI DO MAIS FORTE

A LEI DO MAIS FORTE

A democracia, este sistema político adotado no Brasil, exige a obrigação de aceitar o rodízio de partidos no poder. Nas últimas eleições com a vitória de Jair Messias Bolsonaro seu partido, o PSL   substitui o PT após 13 anos de governo. Uma frase de propaganda da campanha vitoriosa afirmava, “é bom Jair se acostumando”. Agora ela passa a ter a força de uma ordem para todas cidadãs e cidadãos. A partir de 1º de janeiro, com a posse do novo Presidente da República, inicia-se a nova fase de mudança política no país.

FORÇA ESTRANHA

FORÇA ESTRANHA

 

A decisão do governo de Cuba de se retirar do programa Mais Médicos no Brasil é resultado concreto do combate à ideologia, uma promessa de campanha do eleito Jair Bolsonaro.

No segundo turno o candidato escreveu pelo twitter: “a questão ideológica e tão, ou mais grave, que a corrupção”. Durante a campanha declarou: “esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”. À batida em retirada dos médicos cubanos teria alcançado seu objetivo.

A notícia foi festejada pelo governo norte-americano.

Páginas

Subscrever RSS - blogs